Corrida combina com bebida? Veja os efeitos do álcool na prática de esportes

Ein alkoholisches Getränk auf einem Tisch

Quem pratica esportes se importa com a boa forma e, em geral, com a aparência física. Mas não é por isso que, necessariamente, quem curte atividades esportivas vai abrir mão daquele chopp gelado no verão, uma caipirinha na beira da praia ou um bom vinho em uma noite relaxante.

Muita gente do mundo fitness considera o álcool um grande vilão para o desempenho esportivo e para a boa forma. Mas, será que é preciso estender a “lei seca” a 100% da vida? Vamos entender se bebida, corrida e esportes rendem um coquetel… ou só dor de cabeça no dia seguinte.

1. O álcool contém muitas calorias

Quando pensamos nas calorias, é comum pensarmos na comida, mas ignorarmos as bebidas, alcoólicas ou não.

SÓ QUE 1 g de álcool = 7 calorias. Vamos entender o que esse número quer dizer: para efeito de comparação, carboidratos e proteínas contêm 4 calorias por grama. Já a gordura tem 9 calorias por grama. Fazendo as contas, meio litro de cerveja contém mais de 200 calorias.

“Ah, mas não curto cerveja. Prefiro um drink”. Então, saiba que uma piña colada contém cerca de 400 calorias por conta do leite condensado. E, para queimar isso aí, será preciso correr cerca de 1h.

Além disso, diz-se que beber de estômago vazio faz mal e, em geral, na hora do happy hour, não é uma salada que satisfaz, né? Com o fígado ocupado em metabolizar o  álcool (utilizando uma enzima chamada álcool desidrogenase), as calorias extra que entram através dos alimentos também ricos em calorias são armazenados diretamente nas células adiposas (reservatórios de gordura). Resultado? Bem, engordar é a primeira desvantagem da lista.

2. O álcool atrasa a recuperação física

Quem toma uma cerveja logo após o treino não está ajudando o próprio corpo em nada, sabia? O álcool retarda o processo de reabastecimento dos depósitos de glicogênio (reservas de carboidrato). Isso tem impacto negativo na recuperação necessária após a prática de atividades físicas intensas.(1)

Um copo de bebida alcoólica pode atrapalhar o desempenho nos esportes

3. O Álcool desidrata

Dependendo da bebida alcoólica consumida, haja xixi! As bebidas alcoólicas aceleram a eliminação de água através dos rins.(2) A boa hidratação corporal vai descarga abaixo, mas acompanhada de preciosos sais minerais! Com o caos abatendo-se sobre o equilíbrio dos minerais no corpo, pode ser que você acabe tendo mais cãibras musculares.

Regra geral: após uma taça de vinho, tome um copo d’água. Ou, que tal experimentar um spritzer de vinho?

4. O álcool atrapalha o sono

Quando em quantidade elevada, o consumo de bebidas alcoólicas tem impacto na qualidade e quantidade do sono.(3) Dormir bem é essencial para atletas que visam alavancar o desempenho, pois o sono permite ao corpo o tempo necessário para se recuperar.

Atleta reflete queda no desempenho esportivo por consumir álcool

5. O álcool enfraquece o sistema imunológico

Fica doente toda hora? Um resfriadinho aqui, um problema gástrico ali? Consumir bebidas alcoólicas com frequência pode enfraquecer o sistema imunológico.(4) Além disso, estimula a liberação do cortisol, conhecido como o hormônio do estresse.

O efeito do cortisol é o “extremo oposto” de um outro hormônio, a testosterona. O estresse causado pelo cortisol destrói o tecido muscular e inibe a queima de tecido adiposo. Como se livrar das gorduras localizadas, assim?

Ao mesmo tempo, o álcool bloqueia a liberação do hormônio do crescimento. Esse hormônio é super importante para a recuperação pós-treino, pois é responsável justamente por queimar gordura e provocar o desenvolvimento muscular.(5)

E aí, ficou claro que as consequências do consumo de álcool afetam negativamente o desempenho nos esportes?

“Poxa, mas vou viver sem nem uma cervejinha?” — Já experimentou cerveja sem álcool? É uma boa alternativa, e sabia que é, inclusive, uma excelente bebida eletrolítica após um treino intenso? Várias cervejas sem álcool são isotônicas e, assim, são ideais para repor eletrólitos e o líquido que foram eliminados durante o treino.

Rapaz bebendo água durante o treino

Resumindo:

Bebidas alcoólicas não são água: devem ser consideradas “itens de luxo” e consumidas com moderação.

Mas, o que é consumir bebidas alcoólicas com moderação? As diretrizes para o consumo de álcool de forma a não prejudicar a saúde são de, no máximo, 10g de álcool para mulheres (125ml de vinho, por exemplo) e 20g para homens (250 ml de vinho, ou 330ml de cerveja) por dia. Mas, gente, fala sério: todo mundo sabe que beber todo dia é furada para a saúde!

Em vez de fugir para a descontração artificial do álcool, bora torrar o estresse correndo!

E, claro,o quem tem metas de superação esportiva (alô, RP na próxima maratona!) precisa dar um tempo no álcool e focar na planilha de treino. Metas são metas!

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Julia Denner Apaixonada por culinária e atividades ao ar livre, Julia pratica musculação e faz yoga para relaxar. Sua missão como dietista é inspirar e ajudar os outros a desenvolverem hábitos alimentares saudáveis. Ver todos os artigos de Julia Denner »