5 alimentos que parecem saudáveis, mas só que não.

Fruit juices and store-bought granola

Parece que a cada semana um novo alimento ou ingrediente chega ao mercado alegando ajudar a perder quilos extras, aumentar os níveis de energia e melhorar o sistema imunológico.

De fato, as empresas alimentícias começaram a visar consumidores atentos ao bem-estar e saúde há décadas com produtos “saudáveis” que na verdade estão repletos de aditivos, substâncias químicas e ingredientes questionáveis. 

Mas afinal, como saber se um produto do mercade é realmente saudável como prometido na embalagem? Veja a seguir alguns exemplos e ideias para substituição. 

5 alimentos que parecem saudáveis, mas não são

1. Peixes criados em cativeiros

Peixe é um alimento saudável: contém gorduras do bem boas e micronutrientes essenciais. De fato, o Associação Americana do Coração recomenda comer pelo menos duas porções de peixes gordurosos por semana para melhorar a saúde.(1)

Salmon filets

A armadilha: fique de olho no rótulo e deixe peixes criados em cativeiro fora do carrinho de compras. O salmão cativo, normalmente rotulado como “salmão do atlântico”, por exemplo, contém níveis altos de substâncias poluentes e tóxicas.(2) Consumir peixes de cativeiro regularmente contribui para o desenvolvimento de doenças sérias, como resistência à insulina e obesidade.(3)

Para garantir uma boa dose de ômega-3 e de micronutrientes, consuma peixes selvagens: salmão selvagem do Alasca, arenque do Atlântico ou sardinha do Pacífico.

2. Granola de supermercado

Aparentemente, uma opção saudável para o café da manhã. Só que não: algumas granolas são carregadas de açúcar e calorias vazias. Ingerir muito açúcar de manhã com frequência está relacionado a maior disposição para o desenvolvimento de diversos tipos de câncer, diabetes e obesidade.(4, 5, 6)

Granola comprada contém 8-12 gramas de açúcar por porção, em vez de consumir isso logo de manhã achando que está seguindo uma dieta super saudável, experimente fazer a granola em casa (em forma barrinhas, por exemplo) usando aveia, nozes, sementes e frutas secas para adoçar.

Fazendo a granola em casa, você pode controlar a quantidade de açúcar de cada porção. Sementes chia  ou ainda sementes de cânhamo (hemp seeds) tornam iogurtes e mingaus mais crocantes e são mais nutritivos do que uma granola de supermercado.

Chia pudding

3. sucos de caixinha

Que tipo de suco você leva pra casa? Essas vitaminas prontas (smoothies) vendidas em supermercados, por exemplo, contêm ingredientes extras (aditivos químicos) que diminuem o potencial nutritivo do suco.

Suco de fruta de caixinha contém uma dose ultra concentrada de todos os açúcares existentes na fruta sem o benefício da fibra da fruta. Uma das funções da fibra é retardar a absorção do açúcar pela corrente sanguínea, evitando assim os picos e quedas de glicose. Desta forma, substituir suco de fruta de caixinha por sucos de fruta ou, melhor ainda, pela fruta em si, é uma das formas de prevenir doenças cardíacas, diabetes obesidade e pressão alta.(7)

Glass of fruit juice

As frutas em si (laranjas, maçãs, uvas…) são alternativas muito melhores às bebidas de frutas açucaradas. Pois além de fornecerem toneladas de vitaminas e minerais importantes, também são ricas em fibras para ajudar a estabilizar o açúcar no sangue e melhorar a saúde. 

Experimente fazer seu próprio suco natural em casa com suas frutas e vegetais preferidos para uma alternativa saudável aos sucos processados das lojas.

4. Lanches dietéticos

Biscoitos dietéticos, produtos light ou diet são frequentemente comercializados como alternativas saudáveis a produtos com alto teor de gordura, como as amadas batatas fritas.

Entretanto, muitos desses alimentos também são fritos, processados, ricos em sódio, gordura, carboidratos refinados e outros aditivos químicos que fazem mal e nenhum bem para o corpo.

Em vez de comprar esses lanches embalados (saquinhos de batata chips…), experimente assar suas próprias chips e fritas com verduras e legumes diversos como couve, batata, cenoura, abobrinha, beringela ou até rabanetes.

Outras alternativas saudáveis de lanches incluem pipoca, grão-de-bico assado ou sementes de abóbora tostadas.

Chickpeas for roasting as a healthy snack

5. Adoçantes artificiais

Muitas vezes escondidos em alimentos comercializados como “saudáveis”, os adoçantes artificiais podem ser realmente um doce veneno. Estudos sugerem que adoçantes artificiais como aspartame, sucralose e sacarina podem aumentar o apetite e os desejos alimentares, engordar e até mesmo prejudicar a saúde intestinal.(8, 9, 10)

Mantenha sua ingestão de alimentos “dietéticos” com edulcorantes artificiais a um mínimo e tente adoçar seus alimentos por conta própria. Frutas frescas, stevia, mel cru ou xarope de bordo são formas naturais deixar os alimentos mais doces sem aditivos químicos artificiais.

e então?

Cuide do seu corpo, cuide da sua vida: o mundo gira, tudo requer atenção, o tempo é curto, porém, certas coisas precisam ser priorizadas para quem quer se manter mais saudável ao longo da vida.

Em vez de optar por alimentos altamente processados e cheios de aditivos químicos, tente incluir alimentos mais nutritivos e integrais em sua dieta.

Frutas, vegetais, grãos integrais, legumes e carnes não processadas são excelentes adições a uma dieta saudável: todos esses alimentos fornecem uma riqueza de nutrientes e ajudam a maximizar a saúde geral.

É possível fazer algumas simples trocas na alimentação sem precisar desistir dos seus alimentos e sabores favoritos. Fique de olho no rótulo e, se puder, faça em casa! 

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Dr. Josh Axe John Axe é médico naturopata, nutricionista clínico e escritor. Sua especialidade: a boa influência da alimentação correta no funcionamento do corpo humano. Ver todos os artigos de Dr. Josh Axe »