Boas calorias e calorias ruins • o que são boas calorias?

Pratos contendo comidas com calorias ruins e vazias

Anda querendo emagrecer? Engordar? Simplesmente manter o peso atual? Todas as opções têm a ver com o consumo de calorias. Então, vamos à questão principal: todas as calorias são iguais? Existem boas calorias?

O que é uma caloria, na verdade?

Calorias são as unidades físicas para medir calor e energia. A energia nutricional contida nas gorduras, proteínas e carboidratos é expressa em quilocalorias (kcal ou Cal) e corresponde ao nosso consumo calórico diário. Nossos corpos precisam da energia fornecida por estes três macronutrientes para funcionar adequadamente.

O consumo de calorias é fundamental

A fórmula é simples: se você consumir menos calorias do que queima, vai perder peso. Para queimar 1kg de gordura, você precisa queimar cerca de 7000 calorias. E se você consumir mais calorias do que queima? Aí, o ganho de peso é certo. Neste caso, a proporção entre carboidratos, proteínas e gordura no seu consumo calórico diário é irrelevante. Entretanto, a proporção no consumo dos macronutrientes determina como você vai se sentir ou se vai ficar com desejos alimentares duas horas após a última refeição.

Boas calorias e calorias ruins

Imagine, por um momento, que você se alimentasse somente com açúcar. Se você não consumir mais calorias através do açúcar que o que você gasta, seu peso ficaria normal. Mas, o que aconteceria com o seu corpo? Primeiramente, você sofreria de um sério déficit de nutrientes, e seu corpo não teria mais a capacidade de funcionar apropriadamente. Afinal, a sacarose não proporciona nenhum nutriente valioso. Os efeitos são notáveis não apenas na saúde em geral, mas também na aparência da pele e no funcionamento do sistema imunológico.

Lembre-se:

Comida (saudável) é muito mais do que apenas calorias. O mais importante é que os alimentos nos trazem vitaminas, minerais e fibras. É isso que determina também o grau de saciedade após uma refeição.

Vamos comparar boas calorias e calorias ruins em alguns alimentos e bebidas comuns:

“Boas” calorias

Assim, quais são as boas calorias e quais são as ruins? Há algumas diretrizes básicas para você se orientar bem. Comece a pensar em se alimentar de forma diferente da alimentação “ocidental”, que inclui muita carne, gordura, açúcar e alimentos processados. Substitua produtos de origem animal, que geralmente têm alto teor de gorduras saturadas – por alimentos de origem vegetal.

Se quiser fazer uma mudança ainda maior, adote uma alimentação vegana e veja como se sente. Alimentos de origem vegetal são repletos de boas calorias e nutrientes. Se a ideia de cortar a carne da sua dieta nem passa pela sua cabeça, não tem problema. Não é preciso abrir mão da carne. Mas tente preparar pratos com novos alimentos e testar novas receitas para garantir variedade nas refeições. Estudos indicam que optar por uma alimentação baseada em grãos integrais, frutas, verduras, legumes, leguminosas, peixes e castanhas podem reduzir o risco de doenças cardiovasculares, inflamações e depressão(1,2)

Calorias “Ruins”

As calorias “ruins” são encontradas em alimentos com alto teor de açúcar ou em comidas estilo “fast food”, que seguem o princípio oposto ao das boas calorias. Este tipo de alimento não oferece quase nenhum nutriente e muitas, muitíssimas calorias vazias. Se estiver tentando manter o peso atual, preste atenção ao seu consumo de calorias “ruins”. Elas só satisfazem temporariamente, mas normalmente fazem com que queiramos comer mais alguma coisinha logo depois.

Entretanto, evite pensar em comida nos extremos do “bom” e do “ruim”. Ouça seu corpo e faça o que parecer certo. Se estiver com vontade de comer batatas fritas, coma! Não fique se punindo depois. Tente perceber como diferentes alimentos causam sensações diferentes em você. Se você alcançar este nível de sintonia consigo, com certeza vai preferir um punhado de amêndoas do que balinhas de gelatina.

adidas Training nutrition banner

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Julia Denner Apaixonada por culinária e atividades ao ar livre, Julia pratica musculação e faz yoga para relaxar. Sua missão como dietista é inspirar e ajudar os outros a desenvolverem hábitos alimentares saudáveis. Ver todos os artigos de Julia Denner »