Se apaixone por correr em 3 etapas

Você é do tipo que mal correu 10 minutos e já está olhando para o relógio? E, daí em diante, cada minuto parece se arrastar?

A gente entende: você estava há um tempo sem correr, ou nunca havia experimentado, mas resolveu dar mais uma chance a este esporte.

Mas a mente não para: “Ainda falta muito para terminar? Como assim tanta gente corre se é tão chato?”

Acredite: você não é a única pessoa no planeta nessa situação. Nem de longe. Muitos novatos nas pistas se fazem as mesmas perguntas. Dizer que “detesta correr” é uma coisa super comum durante as primeiras corridas de qualquer pessoa.

Homem correndo na rua

Correr não é fácil. Mas que tal não desistir logo de cara? Muitos corredores vivenciam essa sensação de desprazer, mas, com o tempo, aprendem a amar corridas.

E aí, vamos lá investir nesse relacionamento entre você, seus tênis e sua meta fitness?

Aprenda a amar corridas em 3 etapas simples

1. Troque expectativas por curiosidade

E daí que aquele conhecido que começou a correr há 2 meses já está participando de provas? E daí que sua mãe consegue correr 30 minutos direto sem jamais ter treinado?

Simplesmente aceite o inegável fato de que cada pessoa é diferente. Baixe a bola do ego e se livre de todas as expectativas relativas à experiência da corrida.

Mulher correndo na rua

Então, como proceder? Estimule a curiosidade. Se você nunca correu antes, será uma ótima chance para descobrir coisas novas sobre si.

Caia nas pistas e corra sem regras!!! Pare quando quiser e caminhe um pouco. Corra mais rápido que o normal durante 3 minutos. Faça um sprint ladeira acima. Experimente treinos de corrida totalmente aleatórios e veja o que proporciona felicidade. Talvez você vá descobrir que prefere a sensação calma, meditativa de um bom trote, sem pressão. Ou, às vezes, você vai preferir a adrenalina dos sprints a mil. Para obter inspiração, confira estes planos de treino gratuitos de trote e de HIIT. Confira também estas combinações de treino de corrida e força.

Lembrete:

Caminhar durante a sessão de corrida é super aceitável. Não importa o quanto você corre ou a velocidade: o que importa é se desafiar com base no SEU nível de fitness.

Quando descobrir que tipos de corrida curte, passemos à próxima etapa.

Duas mulheres correndo na rua

2. comece com objetivos pequenos, simples

Em vez de pensar em fechar 5K ou correr com facilidade durante 30 minutos assim que possível, escolha metas que possam ser tranquilamente conquistadas em uma semana. Sim, uma única semana.

Exemplos de metas facilmente alcançáveis para quem está começando na corrida: correr 2 minutos a mais que a última vez. Correr 2x em uma semana. Correr 15 minutos sem parar. Fazer 3 sprints em subidas. Quer você escolha uma dessas opções ou crie a sua própria, lembre de 1) anotar e 2) riscar como cumprida. Sim, visualizar a meta cumprida, riscada no papel, faz diferença!

Paciência com os empecilhos:

Mesmo pequenas metas podem ser desafiadoras se, de repente, você se vir diante de um problema ou perder a motivação. Corredores iniciantes geralmente enfrentam desafios inesperados, mas que podem ser enfrentados. Se sentir que sua motivação está indo pelo ralo, experimente uma dessas dicas de especialistas para treinar mesmo quando não está a fim.

Mulher fazendo flexão em uma escadaria na rua

O fundamental é se sentir bem com as conquistas que vão chegando a cada dia. Não espere superar um grande marco para só então celebrar e reconhecer que você está de fato progredindo. É necessário criar um hábito antes de almejar metas ainda maiores. Tendo chegado até aí, é hora de aderir a um plano de treino e se comprometer com seu primeiro grande marco a conquistar!

3. Ferramentas de medição

Ninguém começa a correr “simplesmente porque sim”. Você, como todo mundo, quer conquistar algo na vida. Seja perda de peso, melhoria na saúde cardiovascular ou simplesmente a meta em si de fechar uma meia-maratona, você se beneficiará muito de uma ferramenta que ajude a exibir seu progresso.

Por que um dispositivo com GPS justifica o investimento de tempo e de dinheiro? Só de usar um relógio com rastreamento por GPS, você já vai se sentir um corredor. Soa fútil, mas é verdade. Ele servirá sempre como um lembrete de que é hora de correr e vai sempre proporcionar feedback direto sobre o trabalho corporal realizado. Isso, por si só, faz uma enorme diferença.

Bônus adicional: instantaneamente, serão calculadas métricas como distância percorrida e calorias queimadas, e visualizar isso serve como um enorme incentivo para nos superarmos na corrida. Além disso, as pequenas melhorias ficam muito mais evidentes. Conecte o relógio a um aplicativo como o app adidas Running, e voilà: você terá acesso imediato a uma comunidade de corredores prontos para se motivarem mutuamente!

ETAPA EXTRA: chore as pitangas

Se você tem a impressão de que todo corredor AMA correr, adora de paixão… ledo engano! Basta participar de qualquer comunidade de corredores e você vai ver que, lá, há muita gente sofrendo em conjunto. Às vezes, chorar as mazelas cria laços e amizades, podendo resultar até mesmo em desabafos coletivos durante um chopp ou uma reunião caseira com belisquetes e tudo o mais.

Entretanto, uma coisa é certa: quanto mais desafiador for o obstáculo, maior será a alegria de superá-lo. E nada como a força do coletivo: grupos marcam de sair para correr em conjunto e há mesmo alguns que chegam a marcar viagens para provas em outras cidades. Claro que tudo isso depende de muitos fatores, mas não sinta como se tivesse que fazer tudo sozinho. Fique de olho, tanto na vida real quanto no mundo virtual: quem sabe, em pouco tempo, você não fará novos amigos fitness e passará a integrar um desses grupos?

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Hana Medvesek

Graduada em fisioterapia, Hana tem certeza absoluta de que movimento é um dos melhores remédios. Ela adora correr, levantar peso e testar receitas simples e saudáveis. Ver todos os artigos de Hana Medvesek »