Core forte = correr mais rápido?

Group-running

Quer ganhar velocidade na corrida? Além de resistência corporal e pernas bem treinadas, ter um core forte é extremamente importante para o desempenho na corrida. Mas o que não falta por aí são corredores e corredoras comendo mosca: muita gente não sabe que ter os músculos das costas e os músculos abdominais fortes traz inúmeras vantagens para quem corre.

melhore o desempenho na corrida

Vamos “desenhar” o que é a corrida: oscilar o peso do corpo e fazer ele ser sustentado alternadamente por cada perna. Ter uma postura estável é super importante para correr com eficiência. Essa postura é garantida pelo próprio esqueleto, claro, mas também pelos músculos que conectam a coluna vertebral com a região das escápulas (ombros) e a pelve. Os músculos mais importantes para estabilizar o tronco são os músculos abdominais e os das costas.

mulheres correndo um sprint

O que acontece se a pessoa não tem força nos músculos do core? Durante a corrida, o corpo realizará movimentos desnecessários, reduzindo a propulsão dianteira. Ter força no core e membros superiores garante uma transferência eficiente da força corporal contra o chão. Quanto mais “econômica” a sua técnica de corrida for, menos energia você vai gastar e mais rápido você vai conseguir correr.

Sabia que…

Além de melhorar o desempenho na corrida, músculos abdominais e dorsais fortes ajudam a proteger contra os impactos associados à corrida?

Prevenção contra lesões por overuse e outras lesões associadas à corrida

Enquanto você corre, o corpo é submetido a forças 3 ou 4x maiores que o peso corporal total. Estudos indicam que vários tipos de “dor nas costas” sentidos após uma corrida se devem ao simples fato de os músculos da região do core estarem enfraquecidos.

close de um homem fazendo flexão

Sabia que maratonistas chegam a perder 3 cm de altura entre a largada e o momento em que cruzam a linha de chegada? Este curioso fenômeno se deve aos repetidos “pequenos impactos” que a coluna vertebral sofre durante a corrida. Esses impactos fazem com que os discos intervertebrais sofram perda de fluido e, como consequência, encolham. Isso também exerce impacto na capacidade que esses discos têm de absorver choques. Mas, não se preocupe! Quando a gente dorme, os discos intervertebrais se recuperam. Ufa! Eles são reabastecidos por uma nova carga de fluido e voltam a se expandir, assumindo novamente o tamanho original.

Este processo acontece em qualquer corrida. Em menor escala que numa maratona, claro, mas acontece! Ter músculos abdominais e dorsais bem desenvolvidos ajudam a dar suporte à coluna vertebral e protegem contra lesões por overuse. Quanto melhor for o condicionamento físico do seu core, maior será a duração do principal benefício que essa musculatura oferece: o efeito estabilizador.

Mulher treinando

CORRA MAIS RÁPIDO COM TREINOS DE BODYWEIGHT

Exercícios complexos que engajam o corpo inteiro, como pranchas, flexões e burpees são ótimos para desenvolver os músculos da pelve, do abdômen e das costas, aprimorando o efeito estabilizador destas musculaturas. Já experimentou nosso app de treino bodyweight? O único equipamento realmente necessário para ter força e saúde é o peso do seu próprio corpo, nada mais! Confira vários planos de treino e exercícios no app adidas Training para ganhar força no core e dar um gás no seu desempenho na corrida.

Dica extra: esportes que ajudam a ganhar força no core

Inverno: esqui, esqui “cross-country” e patinação no gelo

Verão: escalada, remada, canoagem e stand-up paddling

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Herwig Natmessnig

Ex-atleta profissional, Herwig "respira" fitness. Seja para competir ou se divertir, se pintar um desafio esportivo, ele tá dentro! Ver todos os artigos de Herwig Natmessnig »