Técnica de corrida: o que fazer e o que não fazer

Existem algumas regras básicas que tanto iniciantes quanto corredores mais experientes devem levar em consideração na hora do treino. Veja as 3 coisas mais importantes que devem ser evitadas e 3 que devem ser lembradas na corrida. 

Young man running in the city

LEMBRE-SE DE:

1. ComeÇAR devagar

No início, tudo é pura motivação: você quer dar o melhor de si para chegar rápido no seu objetivo. Segure a onda! Começar “com tudo” atrapalha o desempenho: exaustão, fisgadas na barriga e muita dor são apenas algumas das consequências. O corpo precisa de tempo para “pegar no tranco”, corra o primeiro quilômeteo num ritmo moderado, por exemplo, um que dê para conversar. Assim você aquece e prepara o corpo para entrar em ação e consegue melhorar sua resistência sem se machucar.

2. treinAR COM VARIAÇÕES

Correr sempre no mesmo ritmo é uma das formas de estagnar o desempenho. Para evitar isso, saia da  zona de conforto de vez em quando com algumas variações na rotina de treino. Há muitas maneiras de desafiar o próprio limite e evoluir, por exemplo: treino de corrida intervalada, tempo, sprints com ganho de elevação ou corrida em superfícies diferentes.

Já tentou fazer cross-training com treino de força ou outras atividades de resistência? Experimente!

Young man doing a plank

3. Incluir dias de descanso na programação

Dias de descanso são tão importantes quanto os treinos em si e devem fazer parte do programa. Cansaço, dores e exaustão apenas atrapalham o desempenho. É no dia de descanso que o corpo colhe os frutos plantados durante o treino. 😉 

O que não fazer:

1. Comer muito antes de treinar

Almoçar um super hamburgão com batata frita quando vai correr de tarde? Péssima escolha: esse tipo de comida vai deixar você lento durante o treino, uma corrida depois desse almoço não rende muito!

Comidas gordurosas, muito temperadas e com alto teor de fibras devem ser evitadas antes de uma corrida. A infusão de energia que o corpo precisa para se desempenhar bem está em lanches ricos em carboidratos complexos que não “pesam”, como uma tigela de aveia ou banana. Não é recomendado comer diretamente antes de começar a corrida, dê um tempo para digerir.

2. Correr sem fazer aquecimento

O objetivo do aquecimento é preparar os músculos para o esforço do treino. Aquecer-se corretamente melhora o desempenho e previne lesões. Veja os melhores exercícios de alongamento para aquecer antes da corrida.

Young woman stretching

Seu treino, seu jeito. Treine no seu estilo.

3. Usar sempre o mesmo tênis

Tênis de corrida tem data de validade. Pense nos quilômetros percorridos por eles, com eles, durante um ano inteiro. Existem alguns fatores que influenciam o prazo de validade dos tênis de corrida (peso, idade do tênis, técnica de corrida, tamanho do tênis, modelo e superfícies de corrida). Para evitar lesões, recomenda-se aposentar o tênis a cada 500 km percorridos.

Fica a dica: a ferramenta meus tênis, no app adidas Running monitora os km percorridos pelos seus tênis e avisa quando chegar a hora de começar a pensar num novo par!!

***

 

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

adidas Runtastic Team

Quer ser mais ativo? Emagrecer? Dormir melhor? A equipe do adidas Runtastic ensina os segredos para fazer você levantar do sofá e chegar aos seus objetivos. Ver todos os artigos de adidas Runtastic Team »