Dormiu mal? Dormiu pouco? Veja como ter energia para o seu dia!

Eine Frau in Sportkleidung fasst sich erschöpft an den Kopf, weil sie letzte Nacht zu wenig geschlafen hat

Exagerou na alimentação à noite? Anda com a cabeça a mil? Ou foi choro de bebê? Bem, não importa o que impediu você de dormir o suficiente: logo pela manhã, já bate aquela exaustão… e lá vem o dia, cheio de trabalho, reuniões, coisas pra resolver na rua e, claro, as atividades físicas que você tinha planejado realizar. Hoje, trazemos dicas para dar um gás na energia quando você dormir pouco, sem ter que (obrigatoriamente) recorrer ao café e a outras bebidas com cafeína.

Mulher derramando água fria sobre a cabeça para ter mais energia

1. Capriche na hidratação

O sol mal raiou e o cansaço já bateu? Então, comece o dia turbinando a hidratação. Se o corpo ficar desidratado, a sensação de cansaço aumenta.

Dica: todo dia pela manhã, beba um copo de água morna com um limão espremido. Observe seu corpo com o passar dos dias e… perceba como uma simples bebida matinal traz tanta energia!

Mas, afinal, qual é a quantidade ideal de líquido por dia, para você? Vamos descobrir! É só preencher os dados solicitados abaixo que calcularemos automaticamente.

2. Banho frio + óleo essencial de hortelã

Bem… coragem! Nada como um bom banho frio para fazer o cérebro acordar. Outra estratégia é alternar entre água fria e água quente, pois isso estimula a circulação. Durante o dia, lave o rosto com água fria ou coloque uma compressa de água gelada na nuca.

Dica:

Depois do banho (e ao longo do dia), borrife óleo essencial de hortelã na palma das mãos e, em seguida, junte as mãos como se fosse para pegar água e respire profundamente, absorvendo o aroma do hortelã. Outra dica é massagear os punhos e o pescoço com o óleo de hortelã. Pratique e perceba o gás na energia!

Mulher com blusa da adidas se alongando no topo de um prédio para curtir a luz do dia

3. Movimento e luz ajudam a acordar

Mesmo com a exaustão da noite mal dormida, é importante mexer o corpo para ativar os circuitos: vá para o trabalho de bicicleta, desça do ônibus ou do metrô uma estação antes e caminhe o restante ou, ao menos, estacione o carro mais longe do que normalmente estaciona. O esforço físico ajuda a acordar!

A atividade física desta manhã precisa ser feita ao ar livre, pois a luz do sol ajuda a interromper a produção de um hormônio chamado melatonina, que regula o sono. Além disso, toda ajuda é bem-vinda: muita luz no espaço de trabalho (ache uma boa luminária) e ir respirar ar puro e pegar um sol no rosto na hora do almoço são boas estratégias.

4. Escolhas sábias na alimentação

Todos entendemos que, após dormir mal, a tentação de recorrer a um balde de café é forte. Mas, cuidado para não exagerar! Uma certa inquietude e irritabilidade são efeitos colaterais conhecidos da cafeína.

Nos dias em que não der para escapar do cansaço, recorra à criatividade: coma frutas refrescantes, beba água com limão, capriche nos alimentos ricos em proteína (ex.: castanha de caju, iogurte, frango, peixe, etc.).

Dica: em vez de refeições grandes e pesadas, opte por pequenas porções com mais frequência. Com o estômago cheio, o corpo acaba destinando mais energia para a digestão. Sabe aquele sono que dá após o almoço? Pois é. Quando dormir pouco, nada de fast-food ou refeições ricas em carboidrato!

Sabia que…

…mascar chiclete pode ajudar a combater o sono? Foi o que concluiu um estudo americano sobre o efeito de mascar chiclete e se manter acordado.

Copo com suco de limão e folhas de hortelã, mix perfeito para ter energia pela manhã

5. Já ouviu falar em “power napping”?

Tente orquestrar a vida para tirar uma soneca rápida após comer, durante o horário de almoço. Um cochilo pode fazer milagres para quem precisa recarregar as baterias! Atenção: a soneca, para ser energizante, não pode durar mais que 20 minutos. Senão, provoca o efeito contrário: você vai sentir mais cansaço ainda.

6. Gerencie as tarefas

Não tem muito jeito: quando dormir pouco, nem com todo o café do mundo + as 5 dicas acima, você estará no pico da atividade e produtividade. Assim, o jeito é fazer uma triagem das tarefas do dia e optar pelas mais automáticas, que não exigem muito raciocínio e não geram pressão nem frustração.

E você? Como enfrenta um dia após dormir mal? Conta pro mundo nos comentários!  

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Tina Sturm-Ornezeder Tina ama escrever, é muito curiosa e está sempre de olho nas novas tendências. Ah! Ela também é apaixonada por yoga e... abacate! Ver todos os artigos de Tina Sturm-Ornezeder »