Os 15 maiores erros do ciclismo (e dicas para evitá-los)

Pessoa com acessórios da adidas descansando ao lado de uma bicicleta

Todos cometemos erros, inclusive no pedal. Principalmente quem está começando acaba se desentendendo com a bicicleta em algum ponto. Mas há quem persista nos erros iniciais. Geralmente, tais pessoas são as que sempre caem, batem ou se lesionam por excessos.

Confira estas dicas para evitar os 15 erros mais comuns do ciclismo. Claro que não basta ler o post para virar especialista: vai ter que juntar muita quilometragem! Mas a experiência toda pode ser melhor se você aproveitar as dicas!

Bom saber

Sua bicicleta precisa sempre estar em boas condições, ok? Se não tiver certeza, leve a bicicleta a uma oficina.

Erro 1: não usar capacete

Quem nunca viu ciclistas com capacete no guidão da bicicleta em vez de… na própria cabeça? Na real, nem faz sentido. Assim, nunca cometa o erro de andar de bicicleta sem capacete, não importa a distância a percorrer.

Homem colocando capacete

Erro 2: Selim alto ou baixo demais

Verifique a altura do seu selim. Siga estas dicas para ver se ele está bem ajustado:

  1. Coloque a bicicleta de pé.
  2. Fique de pé ao lado da bicicleta. O lado da frente do corpo fica voltado para a bicicleta.
  3. Agora, verifique a altura do selim. Idealmente, deve ficar na altura do quadril. Se não estiver, hora de ajustar o selim para esta posição de ciclismo neutro: o selim deve estar nivelado e apontando para a frente, e não inclinado para os lados ou para baixo.
  4. A posição do selim deve ser confortável.
  5. Se você comprar a bicicleta novinha em folha, já saia da loja com o selim ajustado.

Erro 3: Guidão alto ou baixo demais

Primeiro, ajuste o selim. Em seguida, ajuste o guidão. Se você for iniciante, a diferença entre a altura do selim e do guidão é de 1-2cm. Após algumas pedaladas, você se acostumará com a posição. Neste ponto, você pode abaixar um pouco o guidão.

homem com casaco da adidas ajustando a bicicleta

Erro 4: vestir roupas inadequadas

Para aproveitar bem um percurso de ciclismo, é essencial estar vestindo as roupas certas. Calças ou bermudas de ciclismo com acolchoamento fazem muito sentido, mas a camisa certa traz muitas vantagens, também. As fibras especiais puxam o suor para fora da camisa, afastando-o do corpo.

Erro 5: usar a bicicleta errada

A bicicleta de um iniciante não precisa ser ultra leve nem ter os acessórios mais modernos. Uma boa bicicleta precisa apenas ser adequada ao seu corpo e ao fim que você tem em mente para ela. Escolha a bicicleta que vai deixar você mais na pilha de usar, e não a supermoderna ou a que alega ser “a melhor bicicleta urbana ou de mountain bike”.

erro 6: Não usar óculos escuros de ciclismo

Óculos escuros de qualidade não servem apenas para proteger os olhos dos raios UV. Eles impedem também que os olhos lacrimejem quando você está indo rápido em um declive. Além disso, os óculos impedem que insetos e poeira atinjam seus olhos.

Sabia que…

Bons óculos de ciclismo protegem em quedas? As lentes são à prova de fragmentação, oferecendo melhor proteção aos olhos.

erro 7: não usar luvas

Diferentemente dos capacetes, as luvas não são imprescindíveis, mas faz sentido utilizá-las. Além de proteger as palmas das mãos em quedas, proporcionam melhor atrito e fixação ao guidão mesmo se você suar.

Erro 8: exagerar na dose

O ciclismo é recheado de benefícios para a saúde.  Mas, como em qualquer outro esporte, a intensidade é o mais importante. Nada de exageros quando estiver começando — conheça e respeite seus limites.

Exageramos na dose quando superestimamos nossas capacidades. Por exemplo, usar uma bicicleta feita para mountain biking em uma trilha muito técnica pode causar lesões graves! Planejar subir montanhas antes de ter desenvolvido bastante resistência pode prejudicar mais que ajudar.

ERRO 9: TOCAR OS FREIOS A DISCO QUANDO ESTÃO QUENTES

Já reparou nos discos de freio fazendo ruídos estranhos após utilizá-los durante bastante tempo? Este ruído se deve ao acúmulo de calor no disco e na pinça de freio. Nunca encoste nos discos de freio enquanto estiverem quentes, ou seja, após acionar o freio durante muito tempo, pois você pode se queimar seriamente!

Erro 10: não comer o suficiente

Hoje, você pretende ir mais além do que nunca. E aí, bem no meio do percurso, você percebe que ter trazido só um sanduíche e uma garrafa de água foi uma má ideia. E isso sempre acontece quando você está no meio do nada e no dia mais quente do ano. O pânico se instala, e você se pergunta se conseguirá percorrer sequer mais um quilômetro!

Se seu plano for pedalar por mais de uma hora, leve consigo no mínimo 40g de carboidratos para cada hora de duração do percurso. Beba 500ml de água a cada hora, e mais que isso se for um dia quente ou se você suar excessivamente. Planeje suas paradas com antecedência: assim, você poderá parar para um lanchinho e reabastecer a água.

Leia mais sobre nutrição e a melhor hora para se alimentar.

Mulher vestida com acessórios da adidas bebendo água

Erro 11: não passar protetor solar

Ciclistas costumam ter orgulho dos bronzeados característicos do esporte. Entretanto, se tem uma coisa que ninguém quer é câncer de pele.

Sempre use filtro solar. Ele deixa as pernas brilhantes, e ciclistas acham isso legal.

erro 12: não saber trocar um pneu furado

Acredite: em algum momento, seu pneu vai furar. Prepare-se assistindo alguns vídeos e treine em casa antes de sair para as pistas. Nada como boa preparação! Aprenda a usar as ferramentas, a bomba e sempre leve um ou dois tubos extras. Se você não precisar deles, pode ajudar outro ciclista desprevenido 😉

Erro 13: entrar para um grupo de corrida antes da hora certa

O Tour de France inspira muita gente, e as provas olímpicas também. Você se empolga e procura logo o grupo de ciclistas do bairro para mostrar como se faz um sprint: calma aí!

Participar de um grupo que treina em alta velocidade é uma habilidade a conquistar. Saber modular a velocidade e pedalar com previsibilidade são exigências para treinar em grupo. Se quiser participar de um, se apresente e, nas primeiras pedaladas, fique na traseira. Quando se sentir à vontade e entrar na vibe do treino em grupo, comece a se movimentar em meio aos outros participantes.

Isso garante a sua segurança e a dos outros, também.

ERRO 14: não mudar de marcha

As bicicletas, normalmente, tem ao menos 20 marchas. Use-as! Usar uma marcha menor na frente da bike facilita tarefas como subir ladeiras. Usar uma marcha maior na parte de trás da bicicleta também ajuda em escaladas e aclives. Assim, se você estiver pedalando montanha acima e sentir que está pedalando na grama, reduza a marcha na frente e aumente a de trás.

O oposto se aplica para pedalar ladeira abaixo: marcha alta na frente, marcha baixa atrás.

Erro 15: Se importar com o que as outras pessoas pensam

Carros, outros ciclistas, pessoas que não andam de bicicleta, pedestres: todo mundo tem uma opinião sobre o ciclismo. Você até pode sentir timidez nas roupas justas de ciclismo, ou por suar demais, ou até se julgar pensando se sua bicicleta é boa o bastante.

A única coisa que importa é que você está com vida, andando de bicicleta, valorizando a segurança e… se divertindo! Nos vemos nas pistas!

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Gerhard Gulewicz Gerhard Gulewicz é um atleta extremo e participante assíduo da competição ciclística Race Across America durante os últimos 10 anos. A competição atravessa os Estados Unidos da Costa Oeste até a Costa Leste. Em 2014, parte de sua história como atleta foi retratada no documentário "Attention - A Life in Extremes." Ver todos os artigos de Gerhard Gulewicz »