O que é um estilo de vida fitness?

Working out as a lifestyle

Fitness é um estilo de vida? Sim? Não? Por quê?

Bem, trabalhar o condicionamento físico pode perfeitamente se tornar um estilo de vida: quem se exercita obtém benefícios regulares e contínuos que alcançam até mesmo as demais atividades da vida.

Pessoas que desenvolvem um estilo de vida fitness se exercitam com frequência por diversão e satisfação pessoal. Sabe aquela pessoa no seu feed que ama fazer trilha, cruza a cidade de bike, viaja horas em estrada de lama para poder fazer canoagem? São os exemplos clássicos de quem tem estilo de vida fitness. Já outras pessoas viverão plenamente este estilo de vida em casa, na academia, praticando corrida, caminhada, yoga… vai de cada pessoa!

Para quem vive assim, praticar alguma atividade física é fundamental para o bem-estar. Exemplo real: um estudante “trilheiro”, após semanas de chuva, subia e descia de escada de sua universidade em velocidade acelerada! O movimento se torna um hobby e, muitas vezes, acaba conectando essas pessoas com outras que pensam parecido. Quem pratica um estilo de vida fitness costuma prestar mais atenção a outros aspectos da vida, como alimentação, sono e autocuidado.

Como incorporar o fitness na sua vida?

1. Deixe a balança de lado

Tornar a saúde e a boa forma uma parte da sua vida ultrapassa aparência e peso. Exercite-se porque você ama seu corpo, não para “consertar” os “defeitos” que você insiste em achar nele!

2. Create a Flexible Workout Routine

Quando as atividades fitness passam realmente a fazer parte de um estilo de vida, encaixá-las na agenda fica mais fácil, por mais corrida que a vida seja. A dica é criar um programa de treinos flexível que permita mexer o corpo sempre que possível e conveniente. Tente variar nos locais e atividades físicas. Por exemplo, experimente fazer HIIT em casa quando estiver com pouco tempo. Quem sabe juntar uma galera para fazer mountain biking nos finais de semana? Alterne treinos ao ar livre e na academia. Desenvolva seu pace praticando corridas longas com os adidas Runners da sua cidade!

3. Concentre-se na sensação

Muita gente começa uma rotina de treino por conta de uma meta física ou de saúde. Então, por que continuar se exercitando mesmo após atingir a meta? Porque o processo tem seus próprios benefícios. É por isso que fitness é um estilo de vida.

Para muita gente, a sensação de estar em forma é melhor do que os resultados físicos. E sentir-se em forma pode desencadear outras mudanças no estilo de vida. Por exemplo: quando há ganho de confiança no condicionamento, muita gente começa a treinar na companhia de outras pessoas. Outra mudança comum é que as pessoas começam a se alimentar para nutrir o treino, em vez de treinar para compensar alimentos ingeridos. A ideia deixa de ser “autocontrole” e passa a ser “estilo de vida”.

4. Be Confident

Viver um estilo de vida fitness significa levar as lições aprendidas durante os treinos para muito além do ambiente esportivo. Praticar atividades físicas e adotar uma alimentação saudável muitas vezes influenciam outras áreas da vida. A autoconfiança invade sua vida: seja no trabalho ou nos relacionamentos, você vira outra pessoa. Na verdade, as diferenças observadas no espelho são só um bônus extra! Desperte a coragem para compartilhar ideias, falar o que pensa e começar a contar as conquistas. Construir autoconfiança é uma das melhores razões para ficar em forma!

5. Pratique aceitação corporal

Quando se trata de imagem corporal e condicionamento físico, tente apreciar seu corpo pelas coisas incríveis que ele pode fazer. Dar à luz é mais impressionante para muitas mulheres do que qualquer exercício físico. Após o parto, muitas mães definem metas de exercícios que giram mais em torno da qualidade de vida do que ficar com barriga tanquinho. Às vezes, é preciso um desafio físico extremo para perceber o que é realmente importante: ser forte, saudável e feliz com quem você é.

6. Defina seu “porquÊ”

Por que você se exercita? O motivo pode ser mais emocional que físico? Por exemplo, seu “porquê” poderia ser: “para que eu possa ver meus filhos crescerem”. Experimente um novo “porquê”! Você pode descobrir que os treinos naturalmente se tornam mais frequentes e agradáveis — uma agradável surpresa, não?

7. Neutralidade corporal

Praticar atividades físicas eleva o nível de endorfinas e dá uma sensação de realização. Cada treino é um pequeno desafio e marca um passo em direção ao sucesso. Para muita gente, treinar com regularidade ajuda a criar confiança nas próprias capacidades.

Como nossos corpos são incrivelmente complexos, sabia que mesmo praticar exercícios regularmente pode não resultar em mudanças físicas? Por exemplo, algumas pessoas nunca terão uma “barriga tanquinho” trincadíssima, mesmo que sejam super saudáveis. Uma coisa que o exercício como estilo de vida promove é a “neutralidade do corpo”. Interessantemente, muita gente consegue alcançar uma atitude de neutralidade em relação ao corpo, emocionalmente falando, do que uma positividade corporal.

Praticantes da neutralidade corporal enxergam como fitness também o que acontece dentro do corpo, não só fora. Apreciam a funcionalidade do corpo, e não somente a aparência. As pessoas que veem seus corpos de forma neutra também tendem a valorizar a anatomia física. No mundo atual, quando pensamos nos exercícios como via para transformar a forma física, adotar uma abordagem de neutralidade corporal ajuda a rejeitar movimentos que parecem ir contra a anatomia natural do corpo visando objetivos muitas vezes desnecessários. Escutar o próprio corpo é a máxima de um estilo de vida verdadeiramente fitness.

Quando um estilo de vida NÃO é fitness?

Um “estilo de vida de exercícios” é outra coisa

“Estilo de vida de exercícios” é um termo usado em saúde mental. Descreve um quadro onde atividades rotineiras são transformadas em oportunidades para praticar exercícios.(1) Varrer o quintal ajuda a mexer o corpo? Sem dúvida! Mas o estilo de vida centrado em exercícios envolve treinos reais (seja na academia, ao ar livre ou em casa). Para certas pessoas, transformar atividades cotidianas em atividades de queima calórica pode levar a um vício em exercícios.

O vício em exercícios é real

Infelizmente, como qualquer outra substância ou atividade que mexe com hormônios, é possível SIM fazer uso abusivo dos exercícios físicos. Assim, dose terapêutica ou… veneno? Fitness é um estilo de vida quando complementa os outros aspectos de uma existência equilibrada. NÃO se trata de um estilo de vida em que existe obsessão por treinar, consumindo a pessoa e provocando ansiedade.

Um estudo húngaro realizado por uma universidade e profissionais de saúde explica: “A atividade física regular desempenha um papel crucial na manutenção da saúde e na prevenção de doenças. No entanto, a prática excessiva de exercícios físicos pode causar efeitos adversos na saúde física e mental”.

Em um mundo que glorifica “estar em forma”, o vício em exercícios é um predador sorrateiro. Geralmente começa inocentemente, como uma busca por uma melhor aparência física ou estilo de vida. Mas quando o exercício começa a ganhar precedência sobre todas as outras atividades da vida, deixa de ser saudável.

Alguns sinais deste tipo de vício: sentir culpa excessiva por pular um treino, evitar alimentos porque consumi-los pode afetar um treino, cancelar planos repentinamente para ir malhar, manter uma rotina de treinos estrita e planejar obsessivamente todos os aspectos da sessão de treino, por exemplo. Os sintomas físicos incluem falta de sono, perda de menstruação (amenorreia) em mulheres, fadiga constante, confusão mental e músculos constantemente doloridos.

Fitness como um estilo de vida significa que o exercício é uma parte agradável de uma programação semanal equilibrada. Cuidar de si é importante, mas isso não se resume a treinar: descansar, passar tempo com gente querida, se alimentar bem, trabalhar (sem exageros!) e várias outras pequenas atividades garantem um bom estilo de vida.

Viver um estilo de vida fitness = curtir!

Ficar em forma é um dos focos, mas a mensagem principal é curtir o máximo que a vida tem a oferecer.

As pessoas que fazem do fitness um estilo de vida encontram maneiras criativas de encaixar as atividades esportivas na agenda e ainda ter tempo para tudo o que a vida oferece.

Tem que assistir ao treino de futebol das crianças? Jogue umas faixas elásticas na bolsa. Faça uns agachamentos. Incorpore pequenos hábitos, mas sem exageros! Hoje em dia, é relativamente barato investir em alguns equipamentos fitness para ter em casa e treinar quando sobrar um tempinho. Quem curte um estilo de vida fitness não se preocupa tanto com intensidade ou duração, pois sabe que haverá dias de pouco e dias de muito. Essas pessoas exercitam o corpo porque ele é funcional e lhes permite. Elas se sentem poderosas! E a curiosidade sobre a jornada é fundamental. São pessoas que respeitam e apreciam o corpo a cada passo do caminho.

Conte com a nossa companhia fiel no seu estilo de vida fitness! Tire uma selfie durante o seu próximo treino de bem-estar. Diga ao mundo o seu “porquê” e marque @adidasRuntastic. Estamos sempre torcendo por você!

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Emily Stewart Emily entrou em uma aula de ginástica aos 15 anos e... nunca mais parou de se exercitar! Tornou-se profissional do ramo no ano de 2011 em um "bootcamp", onde lecionou vários tipos de atividades fitness. Quando não está dando aulas presenciais ou online, escreve sobre as excentricidades, as delícias e os aspectos naturais do movimento do corpo. Ver todos os artigos de Emily Stewart »