Medo ou ansiedade para voltar para a academia?

Mulher ganhando coragem para ir à academia

Mesmo sem pandemia, nem todo mundo se sente à vontade em academias: algumas pessoas sentem vergonha, outras se sentem julgadas… e, agora, com o fim das restrições e a entrada oficial no “novo normal”, as academias voltaram com tudo: muita gente em pouco espaço e sem máscaras. Tem horas que bate uma ansiedade? Sente vergonha de usar roupas fitness ou do seu corpo? Sente medo de sofrer julgamentos? Este artigo explica justamente a origem deste sentimento de ansiedade associado à academia.

Onde tudo começou: grécia antiga

O local que hoje chamamos de academia também já foi conhecido como ginásio, que vem do grego gymnasium. Imagina a cena: o local era frequentado apenas por homens super atléticos que socializavam… nus. Havia uma apreciação pela forma física masculina. Por isso, os frequentadores passavam óleo na pele, suavam bastante e raspavam tudo isso com um raspador chamado estrígil.

Sendo assim, homens que não se pareciam exatamente deuses gregos no quesito “forma física” se sentiam, no mínimo, intimidados — e esse mesmo desconforto ainda assola muitos de nós. Afinal, quem tem barriga tanquinho, bumbum na nuca e o corpo todo definido é uma minoria de pessoas na sociedade, concorda?

Evidentemente que muitas coisas mudaram desde a época de Zeus e Hércules. Hoje, academias acolhem mulheres, é obrigatório o uso de roupas (!), contam com profissionais qualificados para orientar a prática dos exercícios e, mesmo antes da pandemia, já existia a possibilidade de praticar exercícios físicos de forma remota, usando aplicativos como o adidas Training, aulas online, etc.

Entretanto, ainda existe um sentimento de ansiedade associado a frequentar uma academia. E, para muita gente, esta é a principal barreira que impede de viver uma vida saudável e ter bom condicionamento físico.

Academia e ansiedade:

A ansiedade associada a frequentar uma academia corresponde ao sentimento de preocupação ou nervosismo antes de sair para o treino.

Há vários fatores em uma academia que podem colaborar para esta ansiedade. Falar em público não é difícil para a maioria das pessoas? Da mesma forma, expor o corpo e realizar movimentos “imperfeitos” também deixa as pessoas com vergonha.

E aqui entra novamente o problema do “corpo perfeito” idealizado hoje em dia: a pressão para alcançar metas físicas surreais só faz aumentar a ansiedade relacionada à academia.(1),(2) Há estimativas indicando que 50% dos frequentadores de academia se sentem intimidados ao treinar.(3) Por isso, hoje em dia, para ter saúde física, é muito importante estar em dia com a saúde mental, também.

REtorno aos treinos

Desde antes de 2020, encaixar uma rotina fitness na correria do dia a dia já não era tão fácil para muita gente. Aí veio este fatídico ano, que virou tudo de pernas para o ar: o sedentarismo ganhou espaço com todo mundo trancafiado em casa.(4),(5),(6) Mas chegou 2022 e, com ele, o tal “novo normal” onde se pode frequentar a academia novamente sem problemas. Para pessoas resolutas e com a saúde mental em dia, é roupa fitness no corpo, tênis no pé e… “academia, aí vou eu”! Mas, para quem já tem uma propensão à ansiedade, surgem novas causas para este sentimento: aglomeração, pessoas sem máscara, o peso ganho devido ao sedentarismo… Voltar à academia não está sendo fácil para muita gente.

Muita gente pode não admitir, mas o fato é que a pandemia nos transformou. Praticamos menos atividades físicas, e isso está associado a um aumento nos níveis de depressão, ansiedade e estresse.(7),(8) 

Mulher de roupa fitness olhando direto para a câmera

Um estudo recente demonstrou que, quando as academias fecharam no início da pandemia, houve um aumento significativo de ansiedade e estresse. Interessantemente, nem todas as pessoas afetadas tentaram compensar o isolamento praticando exercícios em casa, o que sugere que, para muitos, a rotina da academia é difícil de reproduzir.(9) 

Quando resolvemos retomar a prática de atividades físicas, o foco está no preparo físico. Mas o desafio de voltar a treinar em academias após a covid nem sempre é superado de forma simples. A pessoa tem que recuperar a confiança de “voltar para o mundo” independentemente da forma física atual.

A ansiedade associada a frequentar academias tem a ver com sentimentos de inadequação e intimidação. Ou seja: é mais questão de saúde mental do que de saúde física em si.

Ainda não está no ponto de voltar para a academia?

Comece treinando em casa mesmo com treinos guiados e planos de treino no app adidas Training!

7 causas comuns de ansiedade e afins  

Cada pessoa que sente ansiedade relacionada à academia vive isso de forma individual. Para certas pessoas, o vestiário é o local mais incômodo. Outras sentem medo de não saber usar os equipamentos corretamente, gerando ansiedade. Veja se já sentiu ansiedade por algum dos motivos a seguir:

  1. Pensar no que os demais frequentadores da academia pensam sobre você
  2. Não saber usar os equipamentos corretamente (ou não ter certeza se sabe)
  3. Trocar de roupa na frente de estranhos
  4. Suar demais ou ficar com o rosto muito vermelho
  5. Se sentir excluído, marginalizado ou intimidado por outros frequentadores da academia
  6. Medo de infecção por contato com superfícies contaminadas
  7. Não se sentir à vontade vestindo roupas de academia

Como superar o medo de ir à academia?

Independente da causa da ansiedade, há estratégias para contorná-la. Vamos a algumas dicas para ganhar autoconfiança e superar o medo de academia. 

Mulher olhando pela janela

Reduza as incertezas

Incertezas são uma causa recorrente de ansiedade porque impede que nos preparemos para o futuro. A ansiedade relacionada à academia pode ser causada pela incerteza de como agir ou se vestir. Assim, cerque-se das certezas que forem possíveis: confira as redes sociais da academia, telefone para lá ou converse com outros frequentadores para já ter menos incertezas.

Encontre o seu espaço

Cada academia tem uma “vibe” diferente. Algumas são “família” e tem gente de todo tipo, outras são mais frequentadas por jovens… Encontre uma academia em que se sinta mais à vontade. Muitas academias oferecem aulas em horários predeterminados visando atender diferentes públicos. Isso é ainda mais importante para as mulheres que, em geral, são quem mais sofre com a ansiedade relacionada à academia.(10),(11)

Aula experimental

Muitas academias oferecem esta possibilidade. Assim, você já vai conhecendo os equipamentos, sente o clima do ambiente… Cogite a possibilidade de contratar um personal trainer para ganhar confiança e contornar a possível vergonha de não saber usar bem os equipamentos ou se lesionar por erros na técnica.

Arrume companhia

Uma academia onde você sinta aceitação e frequentada por pessoas parecidas com o seu perfil pode ajudar a vencer o medo da academia.Que tal  se matricular na mesma academia que um amigo ou fazer sempre as mesmas aulas em grupo e até fazer novos amigos? Isso ajuda na saúde mental e na qualidade de vida.(12),(13) 

REcorra à psicologia

Quem já tem o hábito de frequentar academias está imune a dificuldades psicológicas, certo? NÃO!(14),(15) Um estudo realizado com instrutores de academia identificou uma preocupante prevalência de vício em exercitar-se, insatisfação com o próprio corpo e transtornos alimentares.(16)  Assim, mesmo pessoas em forma e que se exercitam com confiança e há bastante tempo também sofrem com questões de autoimagem, peso, etc.

Para vencer o medo de frequentar a academia, o mero pensamento de “entrar em forma” não resolve. Explore estratégias diversificadas: converse consigo e pratique mindfulness.(17) Técnicas de respiração lenta também ajudam a reduzir a ansiedade, pois a respiração afeta a frequência cardíaca e o sistema nervoso central.(18) 

Busque ajuda

Se sentir que a ansiedade está saindo do controle e virando pânico ou afetando demais a sua vida, busque ajuda profissional. Converse com pessoas qualificadas que podem ajudar a superar o medo de academia usando um recurso chamado “Escala de Ansiedade Física Social”.(19)  Esta ferramenta avalia nossa resposta a afirmações como “Há momentos em que me sinto desconfortável pensando que outras pessoas estão criticando meu peso ou forma física” — e ajuda a criar estratégias para lidar com isso de forma eficaz.

Explore alternativas

Um dos lados positivos de se adaptar ao novo normal da pandemia é a flexibilidade para usar novas tecnologias. Quando as academias estavam fechadas e o distanciamento social gerava barreiras, treinos online e aplicativos fitness abriram novas portas para o autocuidado.

Para alcançar uma rotina de exercícios praticamente inabalável, aplicativos fitness são revolucionários. Nosso app adidas Training permite que você treine da forma que quiser: há treinos guiados e planos de treino para você alcançar suas metas de condicionamento físico sem sair de casa e sem precisar de equipamentos de ginástica.

EXercitar-se é remédio!

Já é um saber consolidado que praticar exercícios físicos é um antídoto contra a ansiedade.(20),(21),(22) Coragem! Se você voltar a treinar, sairá ganhando tanto no lado da saúde física quanto da saúde mental.

adidas Training banner

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

Abe Ankers Abe tem amplos conhecimentos em ciência do esporte e fisiologia, o que ajuda muito quando ele faz atividades de corrida e ciclismo. Uma das paixões de Abe é compartilhar seus insights com o mundo! Ver todos os artigos de Abe Ankers »