Motivação para ser fitness • Se empodere!

Conseguir resultados con motivación

por Monika Dauterive

Gerente de Pessoal e Cultura do dep. de RH da Runtastic

Sempre tive uma relação complicada com os esportes. Em certos momentos, eu era praticamente uma atleta e, de repente, me via em pleno sedentarismo. Tive fases em que realmente curti praticar atividades físicas, e outras em que tinha que praticamente me forçar a sair de casa para caminhar. Passei por períodos de paixão por esportes em equipe e, em outros, preferia treinar sozinha. Mas fato é que os exercícios físicos sempre fizeram parte da minha vida: uma relação de amor e fardo.

Em 2017, minha motivação para ser fitness murchou totalmente quando rompi o LCA (Ligamento Cruzado Anterior). Em poucos meses, ganhei bastante peso, mas o pior foi que perdi grande parte do meu condicionamento físico. Este momento trouxe um ganho importante: foi aí que finalmente aprendi a amar meu corpo, mas não me sentia em forma.

Motivação e empoderamento são fundamentais para o sucesso

Como mantenho minha motivação?

Após passar 6 meses sem fazer exercício nenhum, recomecei a correr em janeiro de 2018. Na época, meu pace era de 8 min/km, e eu só aguentava fazer cerca de 2-3 km antes de desistir.

Meu ideal era praticar 3 sessões de exercícios físicos por semana. Por isso, iniciei o plano Transformação Total no nosso app adidas Training. Acho que treinei no nível mais baixo possível, e ficava satisfeita quando fazia 2 treinos na semana. Na prática, levei cerca de 20 semanas para concluir um plano de treino de 12 semanas.

De qualquer pessoa que possa me criticar, eu sou a mais dura. Foi por isso que recorri às redes sociais para alavancar minha confiança. Toda vez que eu postava uma corrida ou um treino no meu feed de notícias, recebia feedback positivo dos meus amigos. Sempre que eu perdia a motivação, alguma pessoa querida ia lá e dizia exatamente a coisa certa para me fazer continuar. Outra coisa que ajudou bastante foi participar de grupos de corrida. No final, todo mundo comemora, o que me fazia sentir orgulho de não ter desistido e dava um gás na minha motivação fitness.

“De qualquer pessoa que possa me criticar, eu sou a mais dura.”

Como me empoderei do meu corpo?

Eu já estava no 8º mês de nova vida fitness quando minha vida virou de cabeça para baixo: eu e meu marido resolvemos nos separar. Durante 6 meses, minha rotina de trabalho e de vida não foi nada equilibrada. Eu mal dormia: não sobrava muito tempo com as festas e baladas que incorporei ao dia a dia. Já a dieta, bem… ficou para trás! Até perdi peso com rapidez, mas não de modo sustentável. Fora isso, meu pace na corrida estava “louco” (ao menos para os meus padrões). Mas, na verdade, eu me sentia fraca, cansada, e, sinceramente, menos “gata” do que me sentia quando era mais gordinha.

Todo este processo me levou a redescobrir a motivação para ganhar condicionamento físico, e retomei os treinos. Imediatamente, reparei que meus braços começaram a ficar mais duros, os glúteos deram uma empinada, as coxas ficaram mais firmes e a cintura começou a afinar. Passei a treinar 3-4x por semana. Às vezes, eu treinava força e corrida no mesmo dia: para mim, isso era uma grande vitória “fitness” (e ainda é). Foi muito, mas muito recompensador ver os frutos do meu esforço.

Fitness ajuda a se sentir bem

Amo a *minha* versão fitness!

Ok, é verdade que recuperei um pouco de peso nos meses seguintes (voltei a comer mais normalmente, e confesso que dei uma escorregada no quesito “doces”), mas… me sentia com a energia de um vulcão! E quer saber? Ainda me sinto! Eu e a balança resolvemos manter um relacionamento distante, porém amigável. E não me desespero com pequenas oscilações no peso: quando me olho no espelho ou me vejo em fotos, gosto do que eu vejo!

Em geral, não sou uma pessoa preguiçosa, mas não é difícil ceder à tentação de pular treinos e acabar passando alguns dias sem praticar exercícios. Mas, quanto mais longa for a pausa, mais difícil é retomar a motivação para ser fitness. Às vezes, confesso que me sinto frustrada quando corro mais devagar que na semana anterior, ou quando não termino a quantidade de flexões que imaginei que ia conseguir fazer.

“É frustrante perder massa muscular mais rápido do que o tempo que eu levei para conquistá-la. É essa raiva que me faz não desistir!” 

Pois bem: finalmente cheguei ao ponto em que, após fazer uma pausa nos treinos, meu corpo recupera a massa muscular um pouco mais rápido que antes. E, agora, se passo 1-2 dias sem treinar, já sinto falta! Amo a sensação de respirar ar puro quando corro em volta do lago. Adoro sentir o suor pingar após uma série de burpees (detalhe: amo muito mais essa sensação do que os burpees em si 😛 ) Amo ainda poder pegar meus filhos no colo. Acho o máximo conseguir caminhar durante horas sem sentir cansaço. Adoro me sentir empoderada, saudável e feliz com meu corpo. Eu venci!  

Sobre Monika: 

Monika is telling her success story

Monika Dauterive é uma integrante-chave da equipe de RH da Runtastic. Além disso, é uma imponente embaixadora dos valores da equipe. Tem dois filhos e tenta ser um modelo para eles, ensinando-lhes a arte do contentamento e de não se levar a sério demais.

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

adidas Runtastic Team Quer ser mais ativo? Emagrecer? Dormir melhor? A equipe do adidas Runtastic ensina os segredos para fazer você levantar do sofá e chegar aos seus objetivos. Ver todos os artigos de adidas Runtastic Team »