Saudável e forte apesar da esclerose múltipla: “desistir nunca foi uma opção!”

Em 2015, minha vida mudou para sempre. Nesta época, eu era uma jovem adulta, divertida e querida por todos. Trabalhava e residia em Chicago. Tudo ia muito bem… mas eis que, no início do ano, fui diagnosticada com esclerose múltipla.

Tinha acabado de fazer 29 anos e estava na melhor época da minha vida, então claro que, ao receber o diagnóstico, meu mundo caiu. Fui tomada por raiva, medo e desespero. Em pouco tempo, a doença começou a afetar meu equilíbrio e mobilidade, devido a lesões internas à coluna vertebral e bloqueios nas vias neurais.

Antes do diagnóstico, eu era fissurada em correr meias-maratonas… e eis que, de repente, mal conseguia caminhar em linha reta! Era o fim de minha vida ativa e aventureira. E foi nesse estado pessoal que voltei para Bangalore, na Índia, minha cidade natal.

“Levar uma vida ativa sempre foi importante para mim. Agora, então, mais que nunca!”

Não há cura para EM e não tomo remédios, mas ainda assim tentei encontrar um jeito de me manter ativa, com uma atitude positiva. Os exercícios desafiam meu corpo, trazendo benefícios. Testei vários aplicativos que ofereciam sessões de treinamento sem pesos ou equipamentos, e curti bastante. No fim das contas, meu preferido acabou sendo o adidas Training.

“Treinar me mantém ativa, tanto no corpo quanto na mente.”

Para mim, treinar é como fisioterapia, apesar dos médicos sempre dizerem que uma coisa não substitui a outra. Mas sinto que os exercícios de peso corporal me ajudam e dão energia. 

Geralmente inicio minha rotina de treino com uma sessão de 20 minutos de aeróbico. Depois disso, faço exercícios para o core, que ajudam a treinar equilíbrio e fortalecem a região. Já exercícios como polichinelos, agachamentos e burpees me dão vigor, além de aprimorar a coordenação motora.

A melhora em minha forma física foi notável, mas imagino que, no início, eu devia parecer bem desengonçada ao treinar! Aos poucos, fortaleci os músculos das pernas. Ao repetir os exercícios, também estou treinando meu cérebro a executar movimentos contínuos. Tudo isso deixa a vida cotidiana bem mais agradável e me dá mais autoconfiança.

“Fisicamente, me sinto em forma e mais confiante.”

Sei que parece que ainda vai levar muito tempo para que eu consiga, talvez, me movimentar de maneira quase normal, mas adoro acompanhar minhas pequenas vitórias. O app adidas Training virou um parceiro digital nessa jornada, me ajudando a planejar e estruturar minhas sessões de treino e a escolher bons exercícios. Fico super feliz de ver minha família me apoiando nessa minha paixão (mesmo que meus parentes nem sejam tão ativos assim). O apoio deles me dá ainda mais força!

“Meu lema é suar todo dia, aconteça o que acontecer!”

Adoro a sensação de conquista toda vez que termino um treino. Isso me motiva a continuar. As sessões de exercícios são revigorantes, e ganhar músculo e força realmente ajuda na autoconfiança. Me sinto bem e ouço música enquanto treino. Para mim, me exercitar é como meditar!

Claro que há sempre aqueles dias em que não me sinto tão bem e não consigo terminar a rotina de treino. Infelizmente, não há como controlar minha doença. Aprendi simplesmente a aceitar o fato de que há dias bons e dias ruins.

E não deixo nada disso me desanimar. Estou curtindo a vida o máximo possível. Neste verão, fui a Ladakh, perto dos Himalaias, onde fiz rafting e andei de camelo, como sempre fiz. E ainda quero ter muitas experiências novas! Minha lista de coisas que quero fazer até morrer é bem longa e inclui atividades como andar de caiaque na Antártica, fazer rafting no rio Nilo e nadar com golfinhos.

“Me tornei uma pessoa… feliz!”

Meu diagnóstico me ensinou muito sobre perseverança e me transformou em uma pessoa calma. Ele me ajudou a descobrir o significado profundo da vida. Pode parecer estranho, mas, na verdade, acabei virando uma pessoa mais forte, mais feliz e mais gentil.

Decidi aproveitar a vida ao máximo, sempre que possível. Cada momento conta. É esse o conselho que quero compartilhar com o mundo: a vida é curta demais para simplesmente ficarmos vendo ela passar.

“Siga seus sonhos, arrume coragem para contornar suas dificuldades. Experimente coisas novas. Seja forte, seja grato e tenha orgulho do que você conquistar! Nem a esclerose múltipla me detém. Qual é a SUA desculpa?”

Tem uma história de sucesso para compartilhar? Escreva para a gente e motive outras pessoas com a sua história!

Anjali está fazendo o plano de treinamento de 12 semanas e treina até 5x por semana. Você também é capaz! Seja uma pessoa ativa: tem um plano perfeito esperando por você no app adidas Training!

***

CLASSIFIQUE ESTE ARTIGO

adidas Runtastic Team Quer ser mais ativo? Emagrecer? Dormir melhor? A equipe do adidas Runtastic ensina os segredos para fazer você levantar do sofá e chegar aos seus objetivos. Ver todos os artigos de adidas Runtastic Team »